Tristão Gonçalves

Tristão Gonçalves de Alencar Araripe

Principal líder da Confederação do Equador no Ceará.
Nasceu no distrito de Salamanca, município do Crato, ce, em 1790.
Participou em 1917 da Revolução do Crato, juntamente com sua mãe, Bárbara de Alencar e seu irmão José Martiniano de Alencar-Senador Alencar (pai do romancista José de Alencar).

Morreu em combate, em 31 de outubro de 1825, no sítio Santa Rosa, que depois viria a ser a Cidade de Jaguaribara*.

Venceslau Alves de Almeida, que era um dos capangas de José Leão, apresentou-se como o matador de Tristão Gonçalves.

Após sua morte, seu corpo foi deixado no local.
A mão direita foi cortada, o corpo foi amarrado a um pé de jurema (árvore típica da caatinga) e o povo foi incitado a apedreja-lo.
Totalmente mutilado foi sepultado, contrariando ordens superiores, na Capela de Santa Rosa, na calada da noite por um soldado, na igrejinha do povoado.

Em 31 de outubro de 1924 foi inaugurada uma lápide comemorativa no local de sua morte, pelo Instituto Histórico e Geográfico do Ceará.

É nome de rua na capital cearense.

*Atualmente a cidade foi inundada pelas águas do açude Castanhão, e uma nova cidade foi erguida em outro local com o nome de Nova Jaguaribara.


Pesquisa e Texto: Madalena Figueiredo

Para saber mais sobre as datas veja
Para saber mais sobre os locais veja

Icó

SERTÃO

ICÓ
Distância aproximada de Fortaleza: 367 km
População: 56.316 habitantes
Acesso através da BR-116| CE-060 | BR-404
Ônibus intermunicipais a partir de Fortaleza
ligue 186 ou  (85) 3256-2100

A cidade é um registro vivo arquitetônico do passado.
Entre os séculos XVIII e XIX, Icó, foi o mais importante entreposto de comercialização de gado no Ceará.
Situada na região do Cariri, sua colonização por parte dos Portugueses encontrou ferrenha resistência por parte dos Índios Cariris, senhores da região.
Elevada a categoria de vila em 1738, significativa área da cidade no seu centro urbano é tombada pelo Patrimônio Histórico Federal.

Destaques  para o Teatro da Ribeira e a Casa de Câmara e Cadeia, ambos construído em 1860 e para a Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Monte, recentemente restaurada e tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional.
Magníficos sobrados com azulejos portugueses pontificam por toda a cidade.

HOSPEDAGEM
Hotel Regina
Fone: (88) 3561-1168

ALIMENTAÇÃO
Paladar Grill
Fone: (88) 3561-1815

EMERGÊNCIA HOSPITALAR
Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes
Fone: (88) 3561-1004
Hospital Regional Deputado Oriel Mota
Fone: (88) 3561-1551

Pesquisa e Textos: Cláudia Queiroz


PREFEITURA MUNICIPAL DO ICÓ
Tv. I. Sampaio, 2071 – Fone: (88) 3561-1056 | 3561-1540

SETUR – Órgão Oficial de Turismo do Governo do Estado
Secretaria Estadual de Turismo-SETUR
setur-ce@turismo.setur-ce.gov.br
Fone: (85) 3488-3900 – Fax: (85) 3488-3853
Centro Administrativo Virgílio Távora
Edifício SEPLAN – Térreo – Cep 60839-900
Fortaleza – Ceará – Brasil

General Bezerril

José Freire Bezerril Fontinele

Nasceu em 9 de Março de 1850, em, Ce.
Participou da deposição violenta do General , assumindo o Governo do Ceará em 17 de Fevereiro de 1892.
No dia 18 passa as funções para o Vice-Presidente Benjamim Barroso, que por sua vez, providência a saída do poder de todos os elementos ligados ao Governo eposto.
Benjamim Barroso dissolve a Assembléia Existente e providencia a eleição de outra Assembléia.

Em 12 de Julho de 1892 a nova Assembléia elege os membros do poder executivo a saber:
Presidente – Tenente Coronel Bezerril Fontinele
1° Vice-Presidente – Senador , que por sua vez, foi o 1° Presidente da Província a ser escolhido por eleição indireta pela Assembléia Estadual

A 27 de Agosto, o General Bezerril, assume a Presidência recebendo-a do 1° vice, Nogueira Acioli.
Acaba passando o cargo a 12 de Julho de 1896 ao seu 1° Vice-Presidente eleito em eleição direta realizada em 11 de abril.

Não consegue realizar grandes projetos, contudo fez um governo honesto deixando nos cofres grande soma.

Faleceu no Rio de Janeiro, em 30 de Março de 1926.


Pesquisa e Texto: Madalena Figueiredo

Para saber mais sobre as datas veja
Para saber mais sobre os locais veja

Academia Cearense de Medicina

Academia Cearense de Medicina

Rua Paulino Nogueira, 315 – Benfica
Fone: (85) 3223-2782 | 3281-6683

Fundada em 12 de maio de 1978, ocasião em que em a Faculdade de Medicina do Ceará comemorava seus 30 anos.
Seu quadro inicial era composto por 26 fundadores, aumentado posteriormente para 40.
Seu primeiro presidente foi o Dr. José Waldemar de Alcântara e Silva.

A Academia é patrocinada pelo Dr. Antônio Alfredo da Justa e a lista de patronos é composta de grandes vultos da medicina cearense.
Seu órgão de divulgação é a publicação periódica intitulada “Anais da Academia Cearense de Medicina”.

O Brasão da Academia foi criado na presidência do Acadêmico Washington Barata.
O Projeto é de autoria dos Acadêmicos Vinícius Barros Leal e Osvaldo Riedel, com a colaboração do especialista em heráldica Prof. Rubens de Azevedo do Instituto do Ceará.
Seu atual presidente é o Dr. José Telles.

Academia Cearense de Língua Portuguesa

Academia Cearense de Língua Portuguesa

Rua do Rosário, 1 – Centro
Fone: (85) 231.5699 | Fax: 253.4275
Horários: Segunda à Sexta Feira das 08:00 às 12:00 horas

Fundada no dia 28 de outubro de 1977, foi instalada em 1º de dezembro do mesmo ano, em reunião realizada no Centro de Convenções de Fortaleza, ocasião em que se realizava o V Encontro Nacional de Professores Brasileiros de Língua Portuguesa, sob o patrocínio do Instituto Lusíadas.

Ó
rgão destinado ao estudo e defesa da língua pátria, realmente um desafio, tão acentuado é o desacostume de amparar as coisas do espírito, aventura maior é mantê-lo nesta época de desprezo e até mesmo de acintosa abominação ao vernáculo.

É reconhecida de utilidade pública, pela Lei Estadual n. º 10.563, de 28 de setembro de 1981.
Teve inicialmente 30 membros fundadores, ampliado seu número para 40 em 30 de agosto de 1986.
Dentre suas publicações estão a Revista da Academia de Língua Portuguesa e o Boletim Informativo,
este último a cargo do professores Sinésio Cabral e Genoino Sales.

Foram seus presidentes:

  • Hélio Melo
  • Edmilsom Monteiro Lopes
  • Itamar Santiago Espíndola
  • Sinésio Cabral
  • Carlos Neves D’Alge
  • José Alves Fernandes e José Genoino Sales.
  • Seu atual presidente é o professor José Batista de Lima.